Queridos leitores, tenho deixado vocês na mão e peço desculpas por isso. Espero que não fiquem magoados. E para tentar consertar isso, caso estejam, vou falar sobre a mágoa. O que é mágoa? Essa palavra vem do latim, mácula, que representa o sentimento de tristeza, e traz muito desgosto para a vida das pessoas. Normalmente a mágoa aparece quando alguém se sente machucado a partir de coisas que outra pessoa fez. Algumas vezes a outra pessoa pode não ter tido a intenção de machucar, mas quando a pessoa se sente magoada, é como se abrisse uma ferida na alma.

Normalmente quando a pessoa está magoada, os chakras da garganta e do cardíaco ficam prejudicados. Pode sentir um bolo na garganta, uma contração nas regiões correspondentes, angústia. É o tal “engole sapo”. Este é o caso extremo, porém existem casos em que mágoa está lá porém não há sensações físicas aparentes, mas energeticamente está lá.

O desafio é que algumas pessoas tendem a guardar a mágoa por muito tempo. A longo prazo, isso pode ser muito ruim não só para as relações , mas também muito prejudicial para a saúde física e emocional.

Quais problemas de saúde pode ter?

As doenças físicas podem ser inflamação na garganta, faringe e esôfago, problemas na tireóide e no coração, problemas respiratórios, tensão no corpo chegando a dores físicas, rouquidão, perda de voz, capacidade de amar e de ser amado, câncer, palpitações.

As pessoas podem apresentar dificuldades de expressão e de comunicação, e de maneira mais profunda não conseguir exercer seu potencial e sua verdade em sua vida.

E emocionalmente, frente aos desafios e conflitos, ficarem magoadas e fechadas, sem falar o que sentem e pensam, ou agindo no polo oposto destruindo e falando impulsivamente. Podem sentir ansiedade, depressão, frustrações, etc.

Como transcender a mágoa?

E não há outra forma, se você não for na raiz do problema, entender o que te leva a ficar calada, ou estourar, quais são os gatilhos para tais comportamentos. É importante entender os padrões familiares que o levaram a ficar magoados, entender sua biografia que sustentam e até intensificam essa forma de viver e ressignifica-los. Acessar recursos internos para lidar melhor é imprescindível para alterar o padrão.

Inevitavelmente as pessoas farão coisas que nos machucam, porém a grande diferença é o que eu faço com o que fazem de mim. Assim, saio da posição de vítima e pego a vida nas minhas mãos. Ou seja, eu me responsabilizo pelo que acontece na minha vida.

Mágoa é ressentir, você ressente novamente o mesmo evento, mesmo sendo anos, e até décadas depois. E ficar ressentindo, quem paga o preço disso é você e seu corpo. É como se você intoxicasse sua vida com a mágoa. Isso vale a pena? Reflita. Expanda-se! Para você e sua saúde! Conte comigo! Luz, Patricia.